sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Embrapa Vai Dispor Para o Produtor Novas Variedades de Laranja e Tangerina.

Cultivares De Citros Navelina e Ortanique Chegam à Mesa Do Consumidor.

                   As laranjas e as tangerinas estão entre as frutas mais consumidas no Brasil e participam da dieta de famílias de todas as classes sociais. O Brasil é o maior produtor mundial de citros, com uma população de mais de 250 milhões de plantas, a maior parte no estado de São Paulo.
                    Diante desse grande potencial de mercado, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da Embrapa Transferência de Tecnologia disponibilizará borbulhas das cultivares Navelina e Ortanique.
                   Navelina - a laranja Navelina está classificada no grupo Baia, basicamente caracterizado pela presença de “umbigo”. A árvore da laranjeira Navelina tem tamanho médio, com a copa esférica e frondosa. O seu hábito de crescimento é esferóide, com ramas curvas que podem chegar ao solo, observando-se pequenos espinhos nas axilas das folhas, que desaparecem com o tempo. A cor das folhas é verde-escura. Apresenta tendência para a alternância de colheitas. As laranjas são de grande qualidade para consumo fresco. A época de maturação e colheita dessa cultivar é precoce, ocorrendo de maio a junho nas Regiões Sul e Sudeste.
                    Ortanique - Detectada na Jamaica por volta de 1920, a Ortanique é uma das diversas variedades conhecidas como tangerina, mas que na verdade é um híbrido natural entre laranja doce e tangerina, cujos parentais são desconhecidos. Seu nome é uma síntese dos termos em Inglês que o caracterizam: Orange (laranja), tangerine (tangerina) e unique (única).
                    A planta da Ortanique tem porte médio, de forma esférica e bastante vigorosa, sua floração é abundante com predominância nos meses de agosto e setembro. Seus frutos têm tamanho médio, ligeiramente achatado. Sua casca tem grande quantidade de óleo essencial, é resistente, aderente e ligeiramente rugosa, favorecendo o transporte a longas distâncias. Quando cultivado em regiões de clima mais ameno sua coloração alaranjada é intensa. O suco de Ortanique é abundante, com sabor agradável e elevados índices de ácidos totais e açúcares, por ocasião do pico de colheita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário